Tamanho do texto:

Diminuir texto Aumentar texto

Notícia

Foto: Andréa Rosendo
A secretária de escola e a diretora do colégio posam para foto em frente à decoração natalina Galeria de imagens Aumentar foto
15/12/2009

Decoração natalina com reciclagem atrai olhar da comunidade

A decoração com garrafas PETs foi definida pela coordenação do curso Técnico em Meio Ambiente do Colégio Homero Batista de Barros

Cerca de três mil garrafas PETs foram utilizadas na decoração natalina do colégio Colégio Estadual de 1º e 2º Graus Homero Batista de Barros.  O projeto, desenvolvido no contraturno pelos alunos do curso Técnico em Meio Ambiente, foi inaugurado no inicio de dezembro, com a apresentação do coral da escola.  A solenidade foi acompanhada pela comunidade e pelas representantes do Núcleo Regional de Educação do setor do Boqueirão, o qual a escola pertence.

 

Quem passar no período da noite na Rua Fernandes Vieira, nº 17, no bairro do Capão Raso, verificará a obra criada pelos estudantes do Curso Técnico em Meio Ambiente e do ensino médio regular a partir da reciclagem de garrafas de refrigerantes, sucos, água, entre outros. Foram os alunos que pintaram, cortaram e fizeram as amarrações das garrafas para darem forma aos objetos que estão expostos na entrada do colégio.

 

De acordo com a bióloga e coordenadora deste curso técnico, Melina da Cruz Costa, a idéia da decoração com material reciclado foi definida este ano em conjunto pelos quatro professores que atuam junto à coordenação do curso. "Como as garrafas poluem o meio ambiente e queríamos integrar um projeto de reciclagem dentro do curso, ou seja, queríamos fazer uma atividade com reaproveitamento de PET, resolvemos investir nessa proposta e estamos trabalhando com esse projeto desde o mês de agosto", declarou.  

 

Segundo ela, a Secretaria de Meio Ambiente (Sema) indicou a técnica em Meio Ambiente Bernadete Maria Domingues, que sobrevive da comercialização de produtos oriundos da reciclagem, para fazer uma consultoria voluntaria para o colégio. "Ela (Bernadete) pôs a mão na massa mesmo. E não foi só ela. Todos os alunos participaram trazendo as garrafas. A diretora do colégio Tais Vengue Goy também esteve envolvida na atividade. Disponibilizou um local para armazenar o material recolhido, alem disso, ofereceu outros materiais como tinta spray, fita adesiva, tesoura, cola, lâmpadas e luz para a iluminação, entre outros", relembrou.

 

A decoração natalina é composta de aproximadamente três mil garrafas, sendo a maioria formada por de embalagens de refrigerantes de dois litros. Conforme Melina, depois que terminar as festividades do final do ano o material será guardado para os anos seguintes, mas a escola já pensa em desenvolver projetos a partir do reaproveitamento das garrafas PET. "Nosso objetivo para o ano que vem é fazer utensílios com as PETs. Por enquanto pensamos em fazer pufes, material de escritório, poltronas, almofadas e outros peças decorativas", destacou.  

 

Meio Ambiente - O curso Técnico em Meio Ambiente do colégio Homero Batista de Barros, que atende cerca de 200 dos 700 alunos, funciona no período noturno e tem quatro anos, portanto, formará a primeira turma esse ano.  Para o ano que vem ofertará a etapa ´pós-médio', ou seja, os alunos que já concluíram o ensino médio e que tenham interesse em tornarem-se técnicos deverão cursar e um ano e meio as disciplinas específicas.

 

Durante o curso, a grade curricular conta com disciplinas que abordam vários aspectos do meio ambiente, tais como legislação ambiental, informática aplicada, sistema de gestão ambiental, sistema de gestão da qualidade, gestão de recursos hídricos, gestão de resíduos sólidos, análise e tratamento de água, química ambiental, entre outras.

 

Melina, que entrou esse ano na coordenação do curso, informou que o colégio aguarda a chegada dos equipamentos que compõem o laboratório especifico para o curso técnico de meio ambiente, que foram obtidos por meio do Programa Brasil Profissionalizado. Criado em 2007, este visa fortalecer as redes estaduais de educação profissional e tecnológica, repassando recursos do governo federal para que os estados invistam em suas escolas técnicas. O programa possibilita a modernização e a expansão das redes públicas de ensino médio integradas à educação profissional, uma das metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE). O objetivo é integrar o conhecimento do ensino médio à prática.

Fone: (41) 3026-9822 / Fax: (41) 3222-5261

APP - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO PARANÁ

Avenida Iguaçu, 880 - CEP 80.230-020 - Rebouças - Curitiba/PR - Brasil