Tamanho do texto:

Diminuir texto Aumentar texto

Notícia

APMC-Sindicato
Audiência aconteceu no dia 10 de maio Galeria de imagens Aumentar foto
12/5/2010

Educadores de Colombo continuam em alerta de greve

Executivo não apresentou propostas relacionadas à pauta

 

Mesmo tendo realizado audiência com o prefeito do município no último dia 10, os educadores de Colombo decidiram manter o estado de alerta. A categoria deliberou, em assembleia realizada no dia 29 de abril, que a mobilização continuaria até o dia da reunião com o Executivo, quando deveriam ser apresentadas as propostas do governo municipal relacionadas à pauta aprovada pelos educadores. O secretário de Municipais da APP-Sindicato, Edílson Aparecido de Paula, e o economista do Dieese Cid Cordeiro, participaram da reunião com a prefeitura.

 

"O Executivo não apresentou nenhuma proposta e, até o momento, se limitou a exigir um relatório do Dieese sobre os dados apresentados. Em contrapartida, o professor Edílson solicitou que a prefeitura elabore um relatório sobre a pauta discutida até agora desde a audiência de 16 de março deste ano", explicou o presidente da APMC-Sindicato, professor Claudinei Duarte de Lima. Segundo ele, o Dieese informou que as perdas salariais acumuladas totalizam 31,89%.

 

Sobre outro ponto de pauta da categoria, a licença-maternidade de seis meses, que estava previsto para ser implantada no mês de maio, Claudinei informou que a implantação do benefício não foi confirmada na audiência. O pagamento do valor cobrado indevidamente sobre as dobras, descontando o 13º, também foi discutida. Como a Previdência não pode realizar o repasse diretamente dos educadores, este deverá ser feito ao município que, por sua vez, devolverá os valores aos professores.

 

Fone: (41) 3026-9822 / Fax: (41) 3222-5261

APP - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO PARANÁ

Avenida Iguaçu, 880 - CEP 80.230-020 - Rebouças - Curitiba/PR - Brasil